Marketing Digital: como impulsionar seu negócio online?

O lado tecnológico das transformações que estamos experimentando é sempre mais noticiado e evidenciado. Contudo, estou convencido de que o mais importante e profundo reside nas transformações comportamentais, são elas que realmente deslocam a forma como consumidores se conectam com nossas empresas.

O smartphone domina amplamente a rotina de todos, é virtualmente impossível encontrar um restaurante com uma única mesa aonde um dos participantes não esteja mais concentrado em sua tela do que nas pessoas ao seu redor e ansioso por receber a sua próxima notificação de alguma rede social.

O smartphone em si não modifica negócio algum, a mudança comportamental dos frequentadores deste restaurante pelo uso intensivo é que deveria ser alvo de observação e preocupação. Recentemente tive a oportunidade de ver um case de sucesso: se uma das maiores preocupações das pessoas ao comer fora é fotografar e postar (muitos dizem que se um evento não foi postado é como se ele não tivesse acontecido…) um restaurante preparou áreas dedicadas para melhores fotografias contando, inclusive, com vestuário característico da gastronomia servida com diversos visuais temáticos.

Se o frequentador está cada vez mais ambientado em fazer buscas pelo Trip Advisor e redes sociais para identificar quais pratos são servidos, que tal uma versão eletrônica do cardápio para facilitar esta interação? Academias investem em tutoriais com vídeo ao lado dos aparelhos e em aplicativos que acompanham a evolução do treinamento, por exemplo.

Todas essas pequenas evoluções caminham de acordo com mudanças comportamentais, do analógico para o digital, do conteúdo longo para vídeos curtos, da interação vocal para a troca de mensagens de Whatsapp e assim por diante. Precisamos observar essas mudanças de comportamento para reduzir o atrito de experiência quando o cliente se depara com nossos produtos/serviços. Precisamos ser mais parecidos com aquilo que ele já conhece para aumentar a chance de que ele se identifique, consuma e torne-se um fã. Nada substitui o comercial viral de consumidores satisfeitos e surpreendidos, e as redes sociais são amplificadores desta percepção.

A observação é a mãe da inovação. Busque aumentar o tempo de observação e reflexão sobre esses novos hábitos. Eles normalmente surgem inicialmente com os mais jovens para depois serem adotadas pela grande maioria. Não precisamos concordar (pessoalmente acho terrível ver a cena de pessoas que mal se falam e ficam em seus mundinhos virtuais com uma infinidade de experiências ao seu redor) mas não podemos virar as costas e ignorar, a melhor alternativa é entender, adaptar-se e criar diferenciais que não podem ser oferecidos por nenhum aplicativo.

Você pode gostar...