Plano de marketing digital para um e-commerce

Qualquer negócio que queira singrar online precisa de ter em mente que um plano de marketing digital é essencial para saber, não só quais são as ações que podem e devem ser desenvolvidas, como também para saber para quem é que as mesmas vão ser desenvolvidas. Assim sendo, se você tem um negócio (ou se quer abrir uma loja virtual) e quer ter o melhor resultado possível, iremos dar-lhe algumas dicas de seguida que podem ajudar a desenvolver o seu plano de marketing digital.

Estrutura resumida de um plano de marketing

Se antigamente os planos de marketing visavam ações de publicidade em outdoors, mupis, TV’s, rádios, revistas e catálogos ou flyers, hoje em dias as ações visam essencialmente alcance nas redes sociais, criação de campanhas de Adwords ou Facebook Ads e implementação de estratégias de vídeos que são bem mais em conta do que eram antigamente.

Se procura uma boa forma de começar a desenvolver o seu plano de marketing digital, apresentamos-lhe de seguida uma estrutura simples que poderá seguir.

1 – Introdução – Nesta fase terá de fazer um enquadramento de todo o seu projeto e como é que o plano de marketing deve integrar no mesmo.

2 – Análise Interna e Externa – Pois bem, por muito antiquado que possa parecer, a verdade é que a realização de uma análise interna (pontos fortes e fracos da empresa) e uma análise externa (oportunidades e ameaças do mercado) – ou vulgarmente conhecida como SWOT – é essencial para perceber no que é que pode investir, o que é que pode ser melhorado e no que é que não existe grande coisa a fazer.

3 – Objetivos – Antes de definir qualquer tipo de estratégia a utilizar, é necessário que defina quais são os principais objetivos do seu negócio. Só desta forma vai conseguir realmente perceber o que é que tem de fazer e porque é que deve optar por uma estratégia em detrimento de outra.

4 – Segmentação e posicionamento – Defina qual é o segmento para onde quer atuar, assim como o posicionamento, o tipo de presença que irá ter online e offline, quais os conteúdos que irá produzir e como é que os irá comunicar. Além disso, é importante definir quais são as conversões importantes para o seu negócio e como as integrar com as várias ferramentas disponíveis no mercado.

5 – Ferramentas – É importante que defina todas as ferramentas que vai utilizar no seu negócio e como as vai implementar (podem ser ferramentas de medição como o Google Analytics, podem ser ferramentas de publicidade como o Adwords, ferramentas de publicação automática como o Buffer).

6 – Medição – Indique como irá fazer a medição do retorno do investimento que está a fazer nas diversas estratégias que está a definir no seu plano de marketing. Para isso, deve também deixar definidas as métricas e KPI’s essenciais para o seu negócio, de modo a poder ir analisando os mesmos com a devida frequência.

7 – Resumo – Por fim, mas não menos importante, você deve fazer um resumo de tudo o que escreveu no seu plano de marketing. Tenha em conta que este resumo ser para apresentar à sua equipa de trabalho, mas também a potenciais investidores ou business angels.

Estes são os 7 passos base para criar um plano de marketing digital que irá ajudá-lo a obter o melhor das estratégias digitais.

Se não sabe quais são os seus objetivos, se não sabe a quem é que quer vender os seus produtos ou serviços, saiba de antemão que a probabilidade de ter um negócio bem-sucedido não é muito grande.

Dicas finais para criar um bom plano de marketing digital

Independentemente de estar a criar um e-commerce de raiz ou estar a implementar um modelo de negócio baseado em dropshipping (se esse é seu objetivo veja tudo o que precisa no site do Oberlo), a verdade é que a área digital é essencial para o sucesso do seu negócio.

Deste modo, e como já lhe explicamos anteriormente como desenvolver o seu plano de marketing digital, deixamos-lhe de seguida algumas dicas a ter em mente aquando do seu desenvolvimento: Planear é importante, contudo, o planeamento não deve ser rígido, prepare-se para ajustar sempre que surja a necessidade; Pense fora da caixa, tenha ideias inovadoras, arrisque a fazer algo que nunca foi feito. Lembre-se que fazer igual à concorrência não é suficiente.

Não se esqueça nunca que o marketing digital é dirigido a pessoas e não a motores de pesquisa ou plataformas. Por isso, antes de criar o que quer que seja, pense nas pessoas. Tente personalizar ao máximo a experiências do consumidor; Leia livros que o ajudem a tornar aquilo que faz em algo ainda melhor para si e para o consumidor. Aposte, sempre que possível, em nichos de mercado. Como vê, criar a sua estratégia digital não é difícil, só precisa ter fé, foco e determinação para você conseguir levar o seu negócio a bom porto.

Você pode gostar...